ESFORÇOS DE INOVAÇÃO E OBSTÁCULOS INSTITUCIONAIS: UM ESTUDO DAS EMPRESAS LATINO-AMERICANAS

Autores

  • Lucimar Monteiro Universidade Nove de Julho - UNINOVE
  • Priscila Rezende da Costa Universidade Nove de Julho - UNINOVE https://orcid.org/0000-0002-7012-0679
  • Eliane Martins de Paiva Universidade Federal da Paraíba
  • Ana Cândida Ferreira Vieira Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Palavras-chave:

Esforços de inovação. Obstáculos à inovação. Obstáculos institucionais. Empresas latino-americanas. Ambiente institucional.

Resumo

As empresas em um contexto de economias emergentes são mais propensas a entender rapidamente o dinamismo do ambiente que afeta sua perspectiva de sobrevivência, por isso muitas vezes copiam estratégias lineares de mercado, apresentando certa inércia na administração dos seus recursos, para a geração da inovação. A adoção da tecnologia e de atividades de inovação, no desenvolvimento de produtos, serviços e processos é vista como um dos maiores fatores para o sucesso e o aumento da competitividade. Dessa forma, esse artigo examina a influência dos fatores institucionais no esforço em inovar em produtos, serviços ou processos de empresas de economias emergentes.  Para tanto, a delimitação metodológica se caracteriza como uma pesquisa explicativa de caráter quantitativo, através de dados secundários coletados no banco de micro dados Enterprise Survey do Banco Mundial referente aos últimos 20 anos (2000-2020). Para efeito de composição da unidade de análise foram selecionadas apenas as empresas instaladas nos países da América Latina que responderam questões relativas aos seus esforços de inovação nos últimos três anos, se configurando como amostra final 14.064 empresas. Os dados foram organizados e interpretados usando o software Microsoft Excel, para a confecção das tabelas e o SPSS (Statistical Package for Social Sciences) utilizando uma estatística descritiva simples. Os principais resultados apontam que fatores institucionais influenciam os esforços em inovação nas empresas de economias emergentes.

Biografia do Autor

Lucimar Monteiro, Universidade Nove de Julho - UNINOVE

Discente do curso de Admistração de Empresas da Univesidade Nove de Julho.

Foi bolsista do CNPq de Iniciação científica cujo projeto é intitulado: O Efeito dos Esforços de Inovação na Performance Econômico-Financeira: Uma Relação Moderada por Gatilhos Relacionais e Fatores Institucionais.

Analista de atendimento na empresa Stelo.

Priscila Rezende da Costa , Universidade Nove de Julho - UNINOVE

Doutora em Administração pela Universidade de São Paulo (FEA USP), 2012. Mestre em Administração pela Universidade de São Paulo (FEA RP USP), 2007. Graduada em Administração pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), 2005. Atualmente é professora titular da Universidade Nove de Julho (UNINOVE), no Programa de Pós-graduação em Administração (PPGA). Coordena projeto de pesquisa financiado pelo CNPq (n° 471875/2014-7), intitulado Geração de Inovações para o Desenvolvimento Sustentável: Um Estudo com Empresas de Base Tecnológica de Economias Emergentes. Nos programas de Mestrado e Doutorado, leciona as disciplinas: Gestão e Internacionalização do Empreendedorismo Inovador e Tópicos Especiais em Inovação. É também avaliadora de periódicos na área de Administração, como: Revista de Gestão e Projetos, Exacta (Online), RAUSP, Revista de Administração, Contabilidade e Economia da FUNDACE (RACEF), Future Studies Research Journal, Internext, Gestão & Regionalidade e Desenvolvimento em Questão. Participa dos seguintes grupos de pesquisa: Gestão e Modelos da Inovação (UNINOVE), Estratégia de Inovação (UNINOVE), Inovação e Sustentabilidade (UNINOVE), Núcleo de Política e Gestão Tecnológica da USP e do Núcleo de Pesquisas em Inovação, Gestão Empreendedora e Competitividade da USP. Tem experiência na área de Administração e seus principais temas de pesquisa são: cooperação empresa-universidade, capacidades dinâmicas, capacidade relacional, capacidade absortiva e internacionalização da inovação.

Ana Cândida Ferreira Vieira, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Atualmente é professora Adjunta III/DE da Universidade Federal da Paraíba(UFPB)/ Campus IV/Litoral Norte. Tem experiência na área de Economia, atuando com: Formação Econômica e Política do Brasil, Contabilidade Social, Matemática Financeira e Economia Ambiental. Bacharelado em Ciências Econômica (2000) e mestrado em Economia (2002) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Downloads

Publicado

2021-02-16